sábado, 9 de outubro de 2021

RN deverá ter mais uma eleição suplementar

A chapa Wanessa Morais (prefeita) e Eduardo Pereira de Melo (vice-prefeito), eleita nas eleições de 2020 para comandar o município de Serra de São Bento (RN) teve a cassação dos diplomas e mandatos eletivos.

O Ministério Público apontou irregularidades praticadas pela chapa durante o período eleitoral.

Os dois foram declarados inelegíveis por oito anos a partir das eleições do ano passado.

Também foi determinado que o presidente da Câmara Municipal de Serra de São Bento tome posse no executivo.

A decisão é de primeira instância e ainda cabe recurso.

Caso se confirme a cassação será mais uma eleição suplementar no RN.


Parceiro anunciante


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários postados representam a opinião do leitor e não necessariamente do RSJ. Toda responsabilidade do comentário é do autor do mesmo. Colocar nome no comentário para que o mesmo seja liberado. Ofensas não serão permitidas.