domingo, 15 de maio de 2022

Doria na ‘corda bamba’

O presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo, convocou para terça-feira, 17, uma reunião ampliada da executiva nacional da sigla, com a presença das bancadas tucanas da Câmara dos Deputados e do Senado. Informações da CNN apontam que Araújo deve trabalhar para, durante o encontro, tentar obter maioria e deliberar contra a candidatura de João Doria.

Essa reunião foi provocada pela carta enviada neste sábado, 14, pelo presidenciável João Doria ao presidente nacional do PSDB. No documento Doria chamou de “tentativa de golpe” a contratação de uma pesquisa para definir a candidatura única da terceira via ao Palácio do Planalto.

Na carta, que a CNN teve acesso em primeira mão, Doria escreveu que “apesar de termos vencido legitimamente as prévias, as tentativas de golpe continuaram acontecendo”. Ele diz na carta que os critérios estabelecidos, como má colocação nas pesquisas eleitorais e altos índices de rejeição, são “desculpas estapafúrdias”.

No comunicado de chamamento para a reunião extraordinária do PSDB, Bruno Araújo afirma que todas as negociações com os demais partidos do grupo em torno de uma candidatura única tiveram “notória anuência” de Doria e que a contratação da pesquisa foi referendada pela executiva do partido.

Pois é... a ‘corda está bamba’ para Doria.


Parceiro anunciante



3 comentários:

  1. Excelente notícia essa Samuel. Notícias boas como essa só vimos aqui no Rabiscos.
    Simeão Fonseca

    ResponderExcluir
  2. Diz a Doria que vá poupar a saúde dele nessa eleição, só 1% de voto,nem Doria Ciro e os de mais juntos somando os votos não dá 6%
    A briga é com Lula e o Bolsa.

    ResponderExcluir
  3. O próximo presidente do Brasil é lula, tá dando show em todas as pesquisas, Minas Gerais o lula lidera e com grande vantagem.
    Bolsonaro e muitos da equipe dele próximo ano vai passar muito aperto com a justiça.

    ResponderExcluir

Os comentários postados representam a opinião do leitor e não necessariamente do RSJ. Toda responsabilidade do comentário é do autor do mesmo. Sugerimos colocar nome no comentário para que o mesmo seja liberado. Ofensas não serão permitidas.