terça-feira, 14 de setembro de 2021

Deputado diz que “policiais não recebem fardamento” do governo Fátima Bezerra e que “estão fardados porque compram com seu próprio salário”

Parceiro anunciante

Na sessão desta terça-feira, 14, na Assembleia Legislativa do RN, o deputado subtenente Eliabe (SDD) falou sobre dois temas relacionados a segurança pública.

Ele levantou a problemática da alimentação dos agentes de segurança do estado, que segundo o parlamentar, vem sofrendo com as condições oferecidas pelo governo estadual. O deputado afirmou que “esse é um problema grave e recorrente. Essa temática já foi fruto de requerimento do nosso mandato, já foi pauta de reunião com as associações da categoria, mas até agora nada foi feito pelo Governo do Estado”.

O parlamentar, ao fazer um apelo ao executivo estadual para solucionar o mais breve possível esse problema, disse: “Que a governadora respeite os policiais e bombeiros militares e resolva esse problema da alimentação”.

Outro ponto destacado pelo subtenente Eliabe foi o fato do governo estadual não disponibilizar fardamentos aos policiais. Ele revelou que “desde o início do governo da professora Fátima que os policiais não recebem fardamento. Eles estão andando fardados porque compram com seu próprio salário, o que é um absurdo”.




Municípios potiguares recebem mais de 148 mil doses de vacinas contra a Covid

Parceiro anunciante
A secretaria estadual da Saúde entrega aos municípios potiguares a partir do início da tarde de hoje, 148.562 doses de vacinas contra a Covid-19.

As vacinas estão divididas em lotes para primeira e segunda doses.

São 83.982 unidades da Pfizer destinadas ao início do esquema vacinal de adolescentes entre 12 e 17 anos. 

Outras 27.240 vacinas também da Pfizer são para a segunda dose. 

E mais 37.340 doses da Coronavac/Butantan também servirão como segunda dose (D2).

Para esta semana ainda, a Sesap aguarda o envio por parte do Ministério da Saúde do carregamento que será utilizado para abrir o processo de reforço da imunização entre os idosos.





iFeira abre seleção para profissionais de TI e de Marketing

A iFeira, startup vinculada à Inova Metrópole – incubadora de empresas sediada no Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN) – está com processo seletivo aberto para contratação de profissional de marketing e desenvolvedores full stack e back-end.

São oferecidas três vagas, todas para trabalho em regime de home office, e as inscrições podem ser feitas por meio da plataforma Jerimum Jobs até o dia 30 deste mês, por meio dos links: marketing, full stack e back-end.

Fundada em 2019, a iFeira é a criadora de um aplicativo de delivery de supermercados, que hoje é utilizado em Natal e em outros municípios.

O processo de seleção consistirá em envio de currículo, entrevistas (por Google Forms e vídeo chamada) e em dinâmicas comportamentais.

Para o cargo de profissional de marketing, a empresa solicita experiência em negócios do tipo Business to Consumer (B2C) e em atividades de expansão de marca.

Já para os cargos de desenvolvedores, os interessados devem demonstrar experiência em Node.js, Javascript, MongoDb, AWS, API Rest, entre outros mecanismos de TI.

O resultado do processo seletivo está previsto para ser divulgado até o dia 10 de outubro via e-mail.


Parceiro anunciante
Ortobom / Assú

Audiência pública sobre empreendimento em Porto do Mangue foi adiada

Problemas técnicos... esse foi o motivo que o Idema cancelou a audiência pública sobre o projeto eólico em Porto do Mangue, prevista para a manhã desta terça-feira, 14.

Uma nova data será marcada e anunciada.

O debate sobre a viabilidade do empreendimento na região da Costa Branca potiguar faz parte do processo de análise do instituto, com relação ao licenciamento ambiental.


Parceiro anunciante


Operação Retomada combate fraudes no seguro-defeso

A Polícia Federal deflagrou nesta manhã, 14, a operação Retomada, para coibir a atuação de grupo criminoso especializado em fraudar benefícios de Seguro-Desemprego do Pescador Artesanal (SDPA), também conhecido como seguro-defeso.

Cerca de sessenta policiais federais cumprem oito mandados de busca e apreensão, expedidos pela justiça federal em Goiás, Minas Gerais e no Distrito Federal.

As investigações, realizadas em parceria com a Coordenação-Geral de Inteligência Previdenciária e Trabalhista do Ministério do Trabalho e Previdência, identificaram uma associação criminosa que fraudava requerimentos de seguro-defeso há mais de 5 anos.

Parceiro anunciante
O Seguro-Defeso é um benefício pago pelo INSS aos pescadores profissionais artesanais, durante o período de defeso, em que são paralisadas temporariamente as atividades de pesca, em razão da necessidade de preservação de determinadas espécies de peixes.

A fraude no benefício consistia na utilização de documentos falsos para a concessão de seguro-defeso a falsos pescadores, sendo constatado que alguns beneficiários possuem endereços de residências diferentes dos endereços declarados nos pedidos do seguro, outros recebem outro benefício social, como o bolsa-família, ou possuem outra atividade como meio de subsistência, o que é proibido pela lei.

As investigações apontam ainda para a participação de representantes de colônias de pescadores no esquema criminoso. Até o momento já foi identificado o pagamento indevido de 35 benefícios a falsos pescadores, totalizando um prejuízo de cerca de R$ 850 mil.

A estimativa é que a fraude possa atingir o valor de R$ 34 milhões e envolver aproximadamente 1.500 pessoas.

Os envolvidos responderão pelos crimes de estelionato majorado e associação criminosa, com penas que podem variar de 3 a 8 anos.