quinta-feira, 19 de janeiro de 2023

MPRN recomenda imediata interdição da Arena América


O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) recomendou a imediata interdição do estádio Desembargador José Vasconcelos da Rocha, conhecido como Arena América, para partidas oficiais.

A recomendação tem por base um relatório do Corpo de Bombeiros que informa a existência de área de estrutura provisória que não apresenta segurança para o exercício das atividades profissionais ligadas à crônica esportiva. A recomendação é destinada à Federação Norte Riograndense de Futebol.

Durante a partida entre América e Santa Cruz realizada nesta quarta-feira, 18, na Arena América, o Corpo de Bombeiros chegou a determinar a interrupção das transmissões da imprensa esportiva por falta de segurança na área destinada aos jornalistas e radialistas.

O Corpo de Bombeiros constatou que o local não possui certificado de licenciamento de estrutura provisória, o que está em desacordo com as normas técnicas.

Pela tabela do Campeonato Potiguar, a próxima partida prevista para o estádio seria América x Alecrim, agendado para o dia 29 de janeiro.

Em trecho da recomendação do MPRN tem que “as imagens amplamente veiculadas pela imprensa e rede social mostram que tal estrutura gerou sério risco aos profissionais da área esportiva que lá estavam trabalhando, sendo impossível a realização de jogos oficiais em condições precárias como demonstradas, sem qualquer fiscalização prévia por parte das autoridades competentes”.

A interdição da Arena América para todas as competições de caráter oficial deve seguir até que seja o estádio seja reavaliado pelo Corpo de Bombeiros em nova vistoria técnica, quando devem ser elaboradas as diretrizes necessárias de funcionamento pleno do estádio.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários postados representam a opinião do leitor e não necessariamente do RSJ. Toda responsabilidade do comentário é do autor do mesmo. Sugerimos colocar nome no comentário para que o mesmo seja liberado. Ofensas não serão permitidas.