quarta-feira, 29 de dezembro de 2021

Sergio Moro: “O presidente queria que eu fizesse coisa errada”


O ex-juiz da Lava Jato e pré-candidato ao Planalto voltou a dizer que Jair Bolsonaro desejava proteção à sua família, "o que é um absurdo"

Na entrevista de mais cedo à Rádio Capital FM, do Mato Grosso, Sergio Moro voltou a dizer que Jair Bolsonaro queria que ele, como ministro da Justiça, “fizesse coisa errada”.

“O presidente queria que eu fizesse coisa errada. Eu fui para o governo com a expectativa de que teria o apoio do presidente, mas, a partir de determinado momento, passei a sofrer até sabotagem”, afirmou o ex-juiz da Lava Jato, pré-candidato ao Planalto pelo Podemos.

Moro acrescentou que restou a ele deixar o governo ou “ficar como cúmplice de coisa errada”.

“O próprio presidente reclamou esses dias dizendo que eu não protegia a família dele da Polícia Federal, da Receita Federal, o que é um absurdo. Ninguém tem que ser protegido de nada. Se alguém cometeu coisa errada, tem que ser investigado e a pessoa tem que ser responsabilizada.”


Parceiro anunciante


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários postados representam a opinião do leitor e não necessariamente do RSJ. Toda responsabilidade do comentário é do autor do mesmo. Sugerimos colocar nome no comentário para que o mesmo seja liberado. Ofensas não serão permitidas.