terça-feira, 14 de setembro de 2021

Caern fiscaliza ligações clandestinas em Assú e Guamaré

A Caern vem realizando fiscalização nas cidades de Assú e Guamaré para reduzir ligações clandestinas. Em Assú já foram fiscalizados cerca de 150 imóveis. Em Guamaré, o trabalho foi iniciado essa semana e a equipe já percorreu 60 imóveis.

Parceiro anunciante
Na cidade de Guamaré, dos 60 imóveis fiscalizados, 13 tinham ligações irregulares.

O crime é previsto no Código Penal e a pena para o responsável pela fraude pode chegar a oito anos de reclusão. Existem vários tipos de irregularidades. A fraude se dá quando o consumidor manipula o hidrômetro com o objetivo de reduzir o consumo faturado.

Quando o desvio de água é diretamente da rede de abastecimento sem a medição do consumo e consequentemente sem cobrança, isso caracteriza-se como furto.

Após ser identificada a irregularidade, o responsável está sujeito ao pagamento de multa, além das penalidades na esfera criminal. A multa é estipulada em 10 vezes a tarifa mínima da categoria em que o imóvel é enquadrado. Caso seja ligação clandestina, a multa dobra.

A companhia também cobra o período não faturado em razão da fraude. Nesse caso, é feita uma estimativa do período que o cliente tenha passado com a irregularidade e multiplica-se pela média de faturamento dele.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários postados representam a opinião do leitor e não necessariamente do RSJ. Toda responsabilidade do comentário é do autor do mesmo. Colocar nome no comentário para que o mesmo seja liberado. Ofensas não serão permitidas.