terça-feira, 24 de agosto de 2021

Ministro das Comunicações não se comunicou bem com os bolsonaristas ao propor trégua entre poderes

Em entrevista à 98 FM Natal, o ministro das Comunicações, Fábio Faria, afirmou que o presidente Jair Bolsonaro poderá recuar da proposta de impeachment do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), se houver um acordo entre os poderes para reduzir a tensão institucional.

Para isso acontecer, no entanto, segundo Fábio Faria, será necessário que todos “recolham as armas”, não só o presidente da República.

Ele declarou que Bolsonaro decidiu apresentar um pedido de impeachment de Alexandre Moraes em resposta a ações excessivas do ministro, como a inclusão do presidente em inquéritos de legitimidade questionável.

O ministro, porém, falou que Bolsonaro poderá recuar da ofensiva, mas que é necessário um amplo acordo: 

“Quando você tem uma briga de casal, em que o marido está brigando com a esposa, se um só decidir voltar atrás e o outro continuar dobrando a aposta, não resolve. É um momento de todos recolherem as armas. É o momento de todos, em nome do Brasil, do País, de um projeto maior (recolherem as armas). O governo Bolsonaro e os ministros passam, e o Brasil fica. Todo mundo tem de ser grande nesse momento. Não só o presidente. Todos precisam voltar atrás”.

Confira o VÍDEO

Mas, parece que o ministro das Comunicações não se comunicou bem com os bolsonaristas.

Os defensores do presidente Bolsonaro ficaram revoltados com a afirmação de Fábio Faria e encheram as redes sociais de críticas ao ministro.


Parceiro anunciante


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários postados representam a opinião do leitor e não necessariamente do RSJ. Toda responsabilidade do comentário é do autor do mesmo. Colocar nome no comentário para que o mesmo seja liberado. Ofensas não serão permitidas.