quinta-feira, 3 de junho de 2021

Atraso no pagamento de locação de veículo provoca abertura de inquérito civil para investigar prefeitura no Vale do Açu

Instaurado inquérito civil pela Promotoria de Justiça da Comarca de Ipanguaçu (RN) para investigar suposta prática de improbidade administrativa por desvio de finalidade de veículo locado à secretaria de Educação de Ipanguaçu, que supostamente prestava serviços ao Gabinete do Prefeito, bem como suposta irregularidade em pagamento da referida locação, em desacordo com a ordem cronológica.

A secretaria de Educação terá um prazo de até 10 dias para esclarecer para qual finalidade era utilizado o veículo VW Amarok, cor branca, placa QGX-1H99. Também terá que informar quem dirigia esse veículo.

Outra informação a ser prestada pela secretaria de Educação é qual a autoridade pública que se utilizava do automóvel: secretário de Educação ou prefeito?

A questão é que o denunciante mencionou que, diante da inadimplência, bloqueou e tomou o veículo junto ao motorista do prefeito, no endereço residencial deste, na cidade de Natal, sendo que a locação era para servir à secretaria de Educação do município.

A secretaria também terá que informar por qual motivo o veículo apresentou quase 100.000 km rodados, em apenas um ano de uso, tendo sido entregue para locação 0 km, mesmo estando as atividades escolares suspensas por praticamente todo o ano de 2020.

O promotor de justiça Eugênio Carvalho Ribeiro também deu um prazo de até 10 dias para que a secretaria de Administração de Ipanguaçu apresente justificativas para o atraso do pagamento, superior a seis meses, da última parcela do contrato de locação do automóvel VW Amarok, placa QGX-1H99 e que esclareça se as locações de veículos, junto à secretaria de Educação, posteriores ao contrato desse veículo, tem sido pagas ou se estão em atraso.



Parceiro anunciante


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários postados representam a opinião do leitor e não necessariamente do RSJ. Toda responsabilidade do comentário é do autor do mesmo. Sugerimos colocar nome no comentário para que o mesmo seja liberado. Ofensas não serão permitidas.