quinta-feira, 6 de maio de 2021

Sindsep perdendo a paciência com a gestão municipal

Estava marcada para hoje pela manhã uma reunião envolvendo auxiliares da prefeitura de Assú com representantes do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sindsep).

Na pauta da reunião estava prevista a resposta do executivo municipal as demandas apresentadas pelo sindicato, como insalubridade, progressão funcional, entre outras.

Mas, eis que hoje, um secretário da prefeitura anunciou que a reunião foi cancelada. Motivo: o procurador-geral do município, Frederico Bernardo, contraiu Covid-19.

Fontes revelaram ao RSJ que tem membros do Sindsep perdendo a paciência. Acham que a gestão municipal está criando manobras para protelar o atendimento das demandas dos servidores.

E mais... Estão afirmando para todo mundo ouvir, que se ainda neste mês de maio não tiverem uma resposta, vão convocar assembleia para deliberar sobre a deflagração de greve em plena pandemia.

Vamos acompanhar.



Parceiro anunciante


5 comentários:

  1. Mas...já?o presidente o sr.Eurian nao chorava pelo dr.e agora ta choranro o leite derramado.

    ResponderExcluir
  2. Rosa feliz assu06/05/2021, 12:31

    ache ruim quem achar o prefeito é o douto num queria o douto prefeito pois agora aguente. e mais 4 aninho viu?

    ResponderExcluir
  3. Maria de Lourdes/Cohab06/05/2021, 12:37

    Tá bom demais!!!!E esse secretário-geral é mais poderoso que o Prefeito e a vice prefeita para decidir essas demandas???Bom basta, era só o que faltava nessa administração de Assu.Agora o Sidsep deveria se posicionar NÉ. Acho É pouco. QUERO mais. Kkkk. GENTE MALTRATANDO GENTE.


    ERIDU.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ERIDU passaram cola Super Bonder no cérebro dele.

      Excluir
  4. Gente Cuidando de Gente sei
    ..nem dos servidores estão cuidando

    ResponderExcluir

Os comentários postados representam a opinião do leitor e não necessariamente do RSJ. Toda responsabilidade do comentário é do autor do mesmo. Sugerimos colocar nome no comentário para que o mesmo seja liberado. Ofensas não serão permitidas.