quarta-feira, 20 de janeiro de 2021

Ultrassom para analisar saúde das árvores

A prefeitura de Natal, através da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur), está utilizando um aparelho de ultrassonografia para analisar a saúde das árvores que possibilita o diagnóstico para o tratamento preventivo, risco de queda ou erradicação.

Foto: Roberto Galhardo/Semsur
A primeira árvore a ser examinada foi uma algaroba na avenida Rodrigues Alves, no bairro Petrópolis. Ela possui mais de 50 anos de idade e apresenta fraturas e risco de queda.

A ultrassonografia auxilia na identificação de problemas fitossanitários não visíveis sem o auxílio da tecnologia, o que permite um diagnóstico precoce de doenças. Antes, todo o trabalho era feito a olho nu.

Com tecnologia de origem alemã, o equipamento aponta se há fungos na árvore, se o tronco está podre, se existe risco de queda e fornece subsídios para a adoção de ações preventivas.

O aparelho funciona através da análise da velocidade das vibrações mecânicas que são transformadas em imagens. A ação consiste na colocação de uma cinta que mede o diâmetro da árvore e, por cima, são instalados sensores ligados a um computador, que exibe o resultado do exame, em forma de gráfico, em poucos minutos.

A avaliação é feita de acordo com uma sequência de cores. O verde significa que a saúde da planta está boa. O amarelo é sinal de atenção (necessita de tratamento). E o vermelho indica que algo está errado com a planta (possibilidade de erradicação).








____________________________________________________________________________________




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários postados representam a opinião do leitor e não necessariamente do RSJ. Toda responsabilidade do comentário é do autor do mesmo. Colocar nome no comentário.