sábado, 26 de dezembro de 2020

A ‘peleja’ para concluir o Parque de Exposição

No mês de fevereiro de 2017, ou seja, no segundo mês do mandato do prefeito Gustavo Montenegro Soares, foi anunciado que “a fim de cumprir a orientação do prefeito Gustavo Soares” uma comitiva de auxiliares da prefeitura de Assú visitou a estrutura física do Parque de Exposição Municipal, empreendimento situado à margem da BR 304. A ideia era analisar o que era preciso para o término da obra.

Estava iniciada a ‘peleja do Parque de Exposição’.

O assunto foi esquecido e somente na leitura anual pelo prefeito Gustavo Montenegro Soares, no dia 1º de março de 2018 é que o parque foi mencionado: “Trataremos da articulação com o governo federal e governo do estado para garantir a implantação do Parque de Exposição...”

Outra pausa na peleja e, em agosto de 2018, o prefeito Gustavo Soares visitou a obra.

Em setembro de 2018 nova lembrança sobre a obra: “Empreendimento retomado pela atual gestão seguindo a determinação dada pelo prefeito Gustavo Soares de concluir todas as obras públicas para que a sociedade não sofra consequências, o Parque de Exposições situado à margem da BR-304 espera pela presença do engenheiro fiscal da Caixa Econômica Federal, instituição repassadora dos recursos conveniados entre município e União, para prosseguir com os trabalhos de implantação e ampliação”.

Em fevereiro de 2019 tudo indicava que a ‘peleja’ terminaria. Um informativo da prefeitura de Assú dizia que o município poderia figurar “entre as cidades potiguares que abrigarão a realização de exposições agropecuárias e pesqueiras”, fazendo parte do Circuito Estadual de Exposições Agropecuárias e Pesqueiras de 2019. E mais: que Assú “já conta com a estrutura do Parque de Exposições”, na BR 304, para a realização do evento.

No início do mês de abril de 2019, mais um sinal que a ‘peleja’ seria finalizada, com o anúncio da licitação para contratação da empresa que executaria as obras conclusivas do Parque de Exposição.

Mas, a ‘peleja’ não foi concluída e a 1ª Exposição Agropecuária, realizada em agosto de 2019 não ocorreu no Parque de Exposição, na BR 304.

Ainda em agosto do ano passado nova matéria sobre o parque: “Reafirmando sua disposição pessoal e como gestor de que todos os empreendimentos públicos inconclusos sejam terminados e entregues à sociedade, o prefeito Gustavo Montenegro Soares assinou a Ordem de Serviço visando a total complementação de um importante equipamento a ser usufruído pela coletividade assuense: o Parque de Exposição do Vale do Açu. Em solenidade ocorrida em seu gabinete, o chefe do Executivo autorizou a finalização da obra, cuja execução será conduzida pela empresa Inove Construções Ltda., que venceu a licitação com este objetivo, numa ação que aportará recursos na ordem de R$ 86.064,33”. 

Ainda na matéria tem que: “Temos absoluto respeito pelo imposto que é pago pelo contribuinte e este ato [emissão da Ordem de Serviço] visa assegurar que este bem seja disponibilizado à população”, declarou Gustavo Soares. O investimento foi encontrado no começo da gestão totalmente estagnado. O prefeito advoga que o término da obra trará dividendos para o município...”

Em dezembro do ano passado nova lembrança sobre a obra: “A finalização da implantação do Parque de Exposição, próximo à BR-304, está recebendo um aporte financeiro de R$ 86.064,34, serviço que é realizado pela empresa Inove Construções Ltda.-EPP”.

Após um ano, esta semana a obra voltou a ser matéria do executivo municipal: “A evolução de uma série de providências tendo por propósito encaminhar a efetiva conclusão do Parque Municipal de Exposições do Assú foi a tônica de uma reunião ocorrida quarta-feira, dia 23 de dezembro, nas dependências do Centro Administrativo Prefeito Edgard Borges Montenegro, da Prefeitura local. Com a participação de diversos setores do Poder Público, o encontro foi articulado e coordenado pelas Secretarias Municipais de Obras e de Meio Ambiente e Urbanismo. Um dos focos do compromisso foi definir e distribuir atribuições aos órgãos da gestão com referência ao Parque de Exposições e avançar na confecção dos projetos complementares relativos à urbanização do equipamento público, situado à margem da rodovia federal BR-304. A concretização da obra reafirma a disposição da Administração Municipal de que todos os empreendimentos públicos inconclusos sejam finalizados e disponibilizados à coletividade”.

Pois é! A implantação desse parque já vem rolando desde a administração passada. O primeiro mandato do prefeito Gustavo Montenegro Soares está sendo concluído e a obra continua inconclusa.

E a ‘peleja do Parque de Exposição’ continua. E a pergunta que não quer calar é: será que no ano de 2021 alguma vaca, carneiro ou ovelha será exposta nesse parque de exposição?

Em tempo: toda a retrospectiva de implantação do parque, exposta nessa matéria, foi baseada nas informações oficiais da prefeitura.

===========================================================================
Parceiro anunciante


2 comentários:

  1. Carlos Alberto26/12/2020 08:13

    um absurdo um negocio desse

    ResponderExcluir
  2. Rodrigo Mendes26/12/2020 10:27

    A matéria me fez lembrar Rolando Lero, personagens da Escolinha do Professor Raimundo, interpretado por Rogério Cardoso

    ResponderExcluir

Os comentários postados representam a opinião do leitor e não necessariamente do RSJ. Toda responsabilidade do comentário é do autor do mesmo. Colocar nome no comentário para que o mesmo seja liberado. Ofensas não serão permitidas.