segunda-feira, 16 de agosto de 2021

Aeródromo de Assú e a falta de interesse da administração municipal

Um interlocutor que já participou da atual administração municipal entrou em contato com o RSJ para comentar sobre a matéria ‘Aeródromo de Assú poderá perder homologação de funcionamento’, publicada neste domingo.

Esse interlocutor revelou que um dos problemas que o aeródromo vinha enfrentando para continuar funcionado foi que o DER-RN solicitou ao município a mudança de instalação do novo abatedouro municipal, que poderia atrair urubus, se tornando um perigo as aeronaves em pousos e decolagens.

Esse obstáculo foi resolvido. Antes planejado para ser instalado próximo ao aeródromo, o abatedouro foi deslocado para uma área na comunidade de Nova Esperança.

Acontece que a pessoa responsável na prefeitura pelo acompanhamento desse processo não comunicou à Aeronáutica sobre essa mudança de local do abatedouro. Ou seja, o obstáculo ainda persiste na Aeronáutica, que é quem analisa as condições necessárias para liberar o funcionamento de aeródromos.

Esse rabiscador também obteve informações que existe na cúpula da gestão Gustavo Montenegro Soares pessoas que não tem interesse no funcionamento desse aeródromo. Para essas pessoas esse equipamento não tem nenhuma serventia.

Esquecem que a região tem potencialidades na área de fruticultura, carcinicultura, entre outros, e esse aeródromo é um diferencial para a atração de visitas de investidores/empresários que pretendem investir na região. Esquecem também que o equipamento é fundamental nos casos de deslocamento de pessoas que estão em estado de saúde grave. É comum a aeronave do governo estadual ser utilizada na prestação de atendimento nessas ocasiões.

Para o interlocutor desse rabiscador é fácil constatar a falta de interesse de alguns na gestão municipal pelo aeródromo. Basta dizer que as birutas – para indicar a direção do vento - e as placas de sinalização de localização do aeródromo – que já eram para ter sido instaladas - estão encostadas em uma secretaria municipal há quase um ano.

Nem isso a administração municipal tomou providências.

É interessante ressaltar que o aeródromo funcionando não ocasiona nenhuma despesa para a prefeitura. O DER-RN é o órgão responsável pela manutenção do equipamento.

Pobre Assú...


Parceiro anunciante


Um comentário:

Os comentários postados representam a opinião do leitor e não necessariamente do RSJ. Toda responsabilidade do comentário é do autor do mesmo. Colocar nome no comentário para que o mesmo seja liberado. Ofensas não serão permitidas.