sábado, 15 de maio de 2021

Prefeitura de Assú: social versus oficial

Nas redes sociais da prefeitura de Assú foi publicada uma postagem nesta sexta-feira, 14, sobre uma reunião do prefeito Gustavo Montenegro Soares e auxiliares da secretaria de Tributação. A postagem começa assim: “A realidade fiscal e financeira de todos os municípios brasileiros sofreu um grande revés diante do cenário de pandemia”. Confira:

Reprodução

À noite, no Diário Oficial do Município (DOM) uma publicação fala da abertura de crédito extraordinário no orçamento anual de 2021 do município no valor de R$180.000,00. Diz ainda que os recursos necessários à abertura do crédito são oriundos do excesso de arrecadação. Confira:

Reprodução

Ainda no DOM tem dez nomeações para cargos comissionados, ou seja, tem sobra financeira. Confira AQUI

Ou seja... nas redes sociais o “revés diante do cenário de pandemia”. No oficial, excesso de arrecadação...

É aquilo que muitos estão notando... Cada setor da prefeitura trabalha isoladamente... Não existe uma liderança para fazer com que as informações do executivo municipal caminhem no mesmo sentido... com coerência... em sintonia entre as diversas secretarias.



Parceiro anunciante


3 comentários:

  1. Uma vergonha... Não se tem um plano de urgência, para combater a pandemia, para ajudar o povo Assuense de alguma forma... tanto dinheiro pra que? é só aquele carro de som de fazer abuso cantando nos ouvidos do povo.... Deus que tenha misericórdia de nós...

    ResponderExcluir
  2. As publicações de qualidade incomodam.

    A atual gestão municipal da prefeitura do Assu,sob a responsabilidade do médico GUSTAVO MONTENEGRO SOARES é um exemplo de como NÃO se deve governar.

    Gustavo era um prefeito ausente no seu primeiro mandato, mas com o surgimento da pandemia que já vitimou vários assuenses, o referido gestor, além de ausente, é o principal responsável pela calamidade pública que se abateu sobre a cidade do Assu.

    Não entendi, como pode um médico pode dormir tranquilo, no meio da maior crise sanitária de saúde da sua cidade, e esse indivíduo, só aparece na cidade uma vez por semana.

    E não é só isso. Quando aparece para trabalhar, nas quintas-feiras, no gabinete montado na COHAB, passar apenas algumas poucas horas. E mesmo assim, ouvindo as pessoas à toque-de-caixa.

    Dizem, que em certas situações, os auxiliares são chamados para sair do dito gabinete, pois o dito gestor precisar se ausentar e ir atender em seu consultório de Mossoró.

    Essas informações, ao chagar ao conhecimento da população, incômodam!

    Só não ver quem não quer ou é conivente!

    Antônio

    ResponderExcluir
  3. Realmente uma falta de coerência. Só ratifica que o prefeito é ausente e não tem noção do que está fazendo. Gestão passou longe e o povo padece.

    Cícero Martins

    ResponderExcluir

Os comentários postados representam a opinião do leitor e não necessariamente do RSJ. Toda responsabilidade do comentário é do autor do mesmo. Colocar nome no comentário.